Bahia perde para Sampaio Corrêa e se complica na final da Copa do Nordeste

Na noite da última quarta-feira (4), o Bahia foi ao Maranhão e perdeu para o Sampaio Corrêa por 1 a 0 na primeira partida da grande decisão da Copa do Nordeste e abre boa vantagem para a segunda partida, neste sábado (7), na Fonte Nova. Uilliam marcou para a equipe maranhense.

O Bahia entrou em campo com os retornos de Júnior Brumado, entre os titulares, e Jackson, que começou no banco de reservas. E os donos da casa começaram com tudo. Logo com um minuto, o Sampaio Corrêa abriu o placar. Em cobrança de escanteio, o atacante Uilliam cabeceia sozinho para abrir o placar. O Bahia passou a tentar tomar as ações do jogo. Só que as duas equipes erravam muitos passes no meio campo.

A equipe maranhense volta a incomodar. Aos 18 minutos, Bruno Moura avança pela direita, cruza e Nino tira de cabeça. Na sequência, Danielzinho pega a sobra pela esquerda, passa por Nino, mas na hora de fazer o passe é pressionado por Lucas Fonseca e a bola sobra para o goleiro Anderson. Aos 21, o Bahia tem sua primeira chance no jogo. Zé Rafael sofre falta pela direita. Régis cobra direto no gol e o goleiro do Sampaio Corrêa tira de soco.

Aos 26 minutos, quase o Bahia chega ao empate. Nino avança pela direita e cruza na área. A bola sobra para Régis que chuta de primeira, fazendo o goleiro Andrey a fazer boa defesa. O Bahia começou a melhorar na partida. Passou a controlar melhor a bola. Quando ficou sem a bola, adiantou a marcação e dificultar as ações do Sampaio Corrêa. Aos 31 minutos, o Tricolor chegou mais uma vez. Júnior Brumado aproveita uma bola que sobrou n entrada da área e chuta e o goleiro Andrey fez a defesa. E o primeiro tempo terminou com a equipe maranhense com a vantagem no placar.

O Bahia voltou para a segunda etapa buscando o empate, mas foi o Sampaio Corrêa foi quem teve a primeira oportunidade. Aos cinco minutos, João Paulo bate escanteio e Gregore afasta. A bola sobra para Fernando Sobral que arrisca de fora da área, porém acaba mandando para longe. Aos 10, a equipe maranhense chega de novo. João Paulo cobra escanteio e Anderson afasta de soco. Três minutos depois, o tricolor se atrapalha na saída de bola e perde a bola. O meia João Paulo consegue o escanteio. Na cobrança, a defesa do Esquadrão afastou o perigo. O Bahia passou a ter dificuldades na partida.

Com 16 minutos, o Esquadrão faz jogada ensaiada em cobrança de falta, Nino chegou a linha de fundo, cruza, mas o goleiro Andrey faz a defesa. No minuto seguinte, de novo o Sampaio Corrêa. Uilliam é lançado e sai de cara com Anderson. O atacante dá uma cavadinha e bola passa raspando a trave. Aos 18, Mena, apagado no jogo, dá lugar a Élber, que logo cria uma boa chance para o Tricolor baiano. Ele recebe em profundidade, passa para Régis que bate de primeira. Joécio tira de cabeça quase em cima da linha. Tentando dar um novo gás para o Bahia, Régis deu lugar a Vinícius aos 25 minutos.

Aos 28, quase o empate do Bahia. Nino ganha na velocidade e é derrubado. Vinícius cobra na cabeça de Tiago, que cabeceia com força. Andrey fez bonita defesa, a bola toca na trave e volta para o goleiro. Com 38, Brumado deu lugar para Geovane Itinga. Aos 39, o Sampaio Corrêa puxa contra-ataque. Fumaça chuta de longe e Anderson defende. Dois minutos depois, foi a vez do Bahia. Vinícius tabelou com Zé Rafael, chuta de fora e obrigou Andrey a fazer outra boa defesa. Aos 41, Vinícius cobra escanteio, Lucas Fonseca devia, Élber completou, mas o zagueiro Maracás afasta o perigo. Aos 48, Gregore recuperou a bola, passou para Nino que cruzou rasteiro para Vinícius. O meio campo empurrou para as redes, mas a arbitragem marcou impedimento de Nino. O lance foi mal anulado.

Na segunda e decisiva partida, no próximo sábado (7), na Fonte Nova, o Bahia precisa vencer por dois gols de diferença para conquistar seu quarto título da Copa do Nordeste. Em caso de triunfo por 1 a 0 para o Bahia, a decisão será nos pênaltis. A expectativa é de casa cheia. Até esta quarta-feira (4), já foram vendidos mais de 25 mil ingressos que vão empurrar o Esquadrão para tentar conquistar o Nordestão.

COMPARTILHAR