Cantor é assaltado em ‘saidinha bancária’ e bandidos levam quase R$ 30 mil; quantia seria usada para tratamento de filho

O cantor Leal, da dupla de arrocha sertanejo Luiz e Leal, foi assaltado em uma saidinha bancária no bairro da Barra, em Salvador. Segundo a vítima, o assaltante levou R$ 29 mil. O caso aconteceu por volta das 15h da tarde de quinta-feira (26) e, até o final da manhã desta sexta (27), ninguém havia sido preso.

Em entrevista à TV Bahia, Leal conta que o dinheiro seria usado para pagar o tratamento do filho de 14 anos, que tem paralisia cerebral. A quantia era fruto de pagamento de shows que o cantor fez durante as festas juninas.

O vocalista e o produtor da banda Chica Fé, Dinno e Ildásio Pereira, estavam com Leal quando ele foi abordado por um homem armado em um estacionamento a 50m de agência. De acordo com Leal, o homem estava em companhia de um comparsa, em uma moto.

Imagens de segurança do local mostram a ação. Os dois cantores e o produtor caminham no estacionamento e param para fazer o pagamento do serviço. Segundos depois, o assaltante para, mostra a arma, e pega o dinheiro.

“A todo momento eu achei que ele ia atirar. Achei que ele ia atirar pela maneira brusca que ele perguntou. Achei que ele ia disparar”, lembra Leal.

O cantor disse ainda que o homem sabia que ele estava com o dinheiro escondido na roupa e o ameaçou. O caso foi registrado na 14ª Delegacia da Barra.

“O cidadão desceu com uma arma na mão. “Ele disse: ‘Se afasta vocês três’. Aí apontou para mim e disse: ‘você’. Eu perguntei o que era aí ele falou: ‘o dinheiro que está ai dentro da sua calça’. Eu disse que não tinha aí ele perguntou: ‘vai querer morrer?’. Aí eu vi que ele realmente sabia que eu estava com o dinheiro e não tinha o que negar”, relata Leal.

O filho do cantor está no estado do Piauí e aguardava o pai chegar com a quantia, para fazer uma cirurgia em Salvador.

“Eu tenho uma criança esperando para ser transferida do Piauí para Salvador, numa situação muito delicada. É meu filho, ele é especial. Ele precisa de uma cirurgia muito delicada de abdômen. Ele passou 19 dias internado, teve alta e está me aguardando chegar para comprar as passagens para trazer ele para cá”, detalha Leal.

Conforme Ildásio Pereira, o produtor da banda Chica Fé e responsável por fazer o pagamento a Leal, a polícia informou que os homens já foram identificados e que eles fazem parte de uma quadrilha.

“Não é que Deus não vai nos permitir ganhar outro [dinheiro], vai sim porque nós somos capazes. Mas esse momento é um momento muito delicado que estamos vivendo”, avaliou o cantor.

COMPARTILHAR