Comissão de Defesa do Consumidor rejeita proposta de fim de papel-moeda no Brasil

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (30) o projeto de lei nº 48 de 2015 que previa a extinção do papel moeda no país.

O deputado José Carlos Araújo, relator do processo, se posicionou contrário à proposição e defendeu que, apesar do avanço tecnológico referente ao uso de cartões e moedas virtuais, mesmo os países mais desenvolvidos ainda mantém o dinheiro como moeda corrente.

“Precisamos lembrar as regiões mais longínquas, que sofrem atrasos tecnológicos, onde sequer têm energia elétrica… Avalie o impacto que seria causado hoje a essas famílias se mudássemos a forma de comercialização usando apenas cartões? Muita gente sairia prejudicada”, argumentou, lembrando as regiões do país que não tem infraestrutura básica.

Araújo também apontou que o consumidor precisa ter o direito de escolha de usar dinheiro ou cartão, seja na modalidade de débito ou crédito.

COMPARTILHAR