Doria viaja ao RJ para encontrar Bolsonaro, mas não é recebido por candidato

O candidato ao governo de São Paulo, João Doria (PSDB), tentou se encontrar com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), mas não foi recebido pelo capitão reformado.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, ontem (12), Doria deixou a agenda de campanha na capital paulista para ir até o Rio de Janeiro. A assessoria do candidato ao governo informou que eles se encontrariam às 17h30 na casa de Paulo Marinho, aliado e amigo de Bolsonaro. No entanto, nem o presidenciável, nem Marinho festavam no local quando Doria chegou.

O PSL negou que houvesse um encontro marcado entre os dois, enquanto Doria disse que os planos mudaram após o capitão da reserva ter se sentido indisposto. Ao mesmo tempo em que o postulante ao governo falava com a imprensa, Bolsonaro fazia uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

O encontro entre os dois foi cancelado depois de uma intervenção do presidente do PSL paulista e senador eleito, Major Olímpio, que apoia o adversário de Doria, Márcio França (PSB). Pessoas ligadas ao PSL relataram à Folha que a postura de Doria gerou desconforto, já que ele teria tentado forçar um apoio de Bolsonaro para ampliar votos em São Paulo.

COMPARTILHAR