Indústria cacaueira assina acordo com governo e investirá R$150 milhões na Bahia

A empresa Olam, operante em mais de 70 países, anunciou investimento de R$150 milhões na Bahia, que vai gerar mais 75 novos empregos, totalizando cerca de 500 no estado. 

Nesta terça-feira (15) a empresa afirmou que ampliará os negócios em Ilhéus por meio de uma parceria com o governo. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner e o vice-presidente da Olam, Srinivasan Kimdambi, assinaram o protocolo que dobra a produção atual do produto. Serão mais de 80 mil toneladas por ano de cacau.

A Olam possui outros negócios no estado da Bahia, dentre eles, uma fazenda de pimenta do reino do mundo, em Porto Seguro. Ela também é a vice-lider mundial nas exportações de café, com sua fazenda em Luís Eduardo Magalhães.

“Temos recebido diversos empresários dispostos a investir na Bahia, ampliando ou instalando novos empreendimentos, porque enxergam o potencial econômico do Estado. Estamos trabalhando para duplicar estradas e construir novos portos de escoamento”, afirmou Wagner durante a assinatura da parceria.

COMPARTILHAR