Justiça procura pais de crianças abandonadas em Salvador para que elas não precisem ser levadas para adoção

A justiça da Bahia procura por familiares de duas crianças que estão sob cuidados da Organização de Auxílio Fraterno (OAF), que fica no bairro da Lapinha, em Salvador.

As crianças identificadas como Stela, de 4 anos, e Vinícius, de 6, foram levadas para a OAF pelo Conselho Tutelar, quando o abandono foi constatado. O juizado informou, ainda, que caso nenhum parente seja encontrado, as crianças serão encaminhadas para adoção.

Conforme o Conselho conseguiu apurar, Vinícius foi deixado na unidade do Conselho Tutelar de Narandiba, na capital baiana. Os assistentes sociais da OAF, local onde ele está há um ano e oito meses, contam que ele fala somente na mãe e a chama de Vanessa.

Já Stela foi encontrada em um shopping de Salvador, pelos seguranças, no dia 21 de agosto deste ano. Com ela tinham apenas um envelope com várias cartas onde estavam escritas histórias fantasiosas. A menina fala pouco. Segundo a OAF, ela disse, apenas que o nome dela é Stela Vitória e que a mãe se chama Andreia.

Até esta quinta-feira (16), os familiares de nenhuma das crianças foram localizados. O juizado pediu que as imagens das crianças fossem divulgadas como a última esperança de que alguém as levem de volta para as famílias biológicas.

“Se algum familiar aparecer, um pai, uma mãe, um tio ou até um vizinho que conheça e que possa nos dar essa informação de quem são os pais deles”, disse a coordenadora técnica da OAF, Cledineia Carvalho.

Cledineia pede ainda que algum familiar de Vinícius informe se tem interesse em encaminhar a criança para adoção. “A gente pede que a mãe dele compareça à instituição [OAF] ou a primeira Vara da Infância e comunique o que ela deseja de fato para Vinícius, se ela quer colocar para adoção ou se algum familiar pretende ficar com essa criança”, explicou.

Caso alguém queira informar o paradeiro de algum familiar de Stela e Vinícius pode entrar em contato com a OAF através dos telefones 3014-4620 e 3242-3699. A organização fica na Rua do Queimado, número 17, no bairro da Lapinha.

COMPARTILHAR