Prefeitura de Vitória da Conquista decreta situação de emergência de 180 dias após fortes chuvas na região

A prefeitura de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, decretou situação de emergência de 180 dias, por conta das fortes chuvas que atingiram o município nos últimos dias. O decreto foi publicado no Diário Oficial da cidade na quinta-feira (4).

A situação de emergência entrou em vigor após a publicação e vai até o dia 3 de julho. De acordo com o chefe do Gabinete Civil de Vitória da Conquista, Marcos Ferreira, a medida tem como objetivo agilizar a resolução dos estragos provocados pelo temporal na cidade.

“O decreto nada mais é que um estratagema que você tem, uma alternativa, um recurso – aparado por uma lei federal -, para que você possa tomar ações com mais agilidade, sem ferir as relações com o tribunal de contas do município. Por exemplo, fazer compras emergenciais ligadas aos sinistros [situações provocadas pela chuva]: areia, cimento, etc. Para poder reparar avenidas e/ou casas sinistradas. Você também pode convocar voluntários para trabalhar. Ou seja, a lei te respalda juridicamente para que você faça ações concertas para reparar os sinistros causados por uma tempestade tão repentina”, detalhou Marcos Ferreira.

Nesta sexta-feira (5), o céu ficou aberto em alguns pontos da cidade, mas a previsão é de chuva. A temperatura máxima é de 27°C e a mínima de 17°C, nesta sexta-feira e no final de semana.

Na quarta-feira (3), um temporal que durou quase 2h alagou ruas e derrubou árvores na cidade de Vitória da Conquista. A chuva teve início por volta das 16h e caiu até pouco antes das 18h.

Segundo a estação meteorológica da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), choveu 93 milímetros somente neste período. Apesar dos transtornos, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros da cidade não registraram nenhuma ocorrência com feridos.

COMPARTILHAR