Professores municipais decidem manter greve em Assembleia Geral

Salvador – Os professores municipais decidiram manter a greve em Assembleia Geral realizada nesta quarta-feira (25), um dia depois da uma reunião entre os diretores da APLB e o secretário de Educação do município, Bruno Barral.

De acordo com os professores, durante a reunião nesta terça a Prefeitura não apresentou nenhuma nova proposta e manteve a proposta de 2.5% de reajuste. os professores, que pediam 12.5% no início da paralisação, estão pedindo agora 6.8%.

Durante a Assembleia, o próprio secretário ligou para Elza Melo, diretora da APLB, para marcar uma reunião a portas fechadas com ela.

“Ele estava querendo que só eu conversasse com ele. Eu disse que ‘não, eu não vou sentar a sós com você para conversar’. Não tem cabimento isso. Você vai sentar com a categoria toda, é dessa forma que a gente faz. Ficou da gente marcar uma reunião”, disse.

COMPARTILHAR