Projeto Volta à Escola é lançado por Egressos do Programa Primeiro Emprego

Lançado oficialmente na última quarta-feira (21), durante evento no Centro Estadual em Saúde Anísio Teixeira, na capital, o Projeto Volta à Escola conta com a participação de jovens contratados através da Fundação Estatal de Saúde da Famíla (Fesf), que estão alocados na Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e possuem formação nas áreas de logística, administração, técnico em enfermagem, secretariado, análise clínicas, contabilidade e informática.

Durante o lançamento, os jovens, ex-alunos de cursos técnicos de nível médio oferecidos pelo Governo do Estado, participantes do Programa Primeiro Emprego, contaram para os futuros beneficiados sobre suas experiências e detalhes de suas trajetórias em sala de aula e no mercado de trabalho.

A primeira atividade piloto contou com simulações do cotidiano, distribuição de informativos sobre o Programa Primeiro Emprego, além de bate-papo com alunos, sendo reforçada a necessidade de manter atualizado o cadastro e ter boas notas durante o curso, para garantir maior chance de ser contemplado com uma vaga no Programa.

As apresentações foram realizadas nos três turnos (matutino, vespertino e noturno) e o calendário das próximas edições do Projeto Volta à Escola, contendo a descrição completa dos locais, datas e horários, será divulgada nas próximas semanas. O formato escolhido pelos próprios jovens foi de um bate-papo intinerante, que cumprirá a missão de percorrer as escolas, sempre com o mesmo objetivo: relatar as experiências da primeira turma de contratados do Programa.

“Estamos saindo com experiência e a sensação de dever cumprido, mas sabíamos que tínhamos um papel fundamental. E era muito além de concluir apenas o primeiro capítulo da nossa trajetória profissional. Temos o papel de incentivar os futuros técnicos a acreditarem no seu potencial e nos seus sonhos. Nós conseguimos e eles conseguirão também. E estamos aqui para dizer como fazer isso”, explicou a idealizadora do projeto, Bianca Souza, técnica em Contabilidade, hoje fazendo curso superior de Ciências Contábeis.

O técnico em Análises Clínicas, Rubenilson dos Santos, revelou que vendia chocolate nos ônibus, antes de entrar no Programa Primeiro Emprego. “Era uma vida difícil , mas eu nunca desisti. E, agora, tenho o privilégio de trabalhar na minha área. O que eu vim dizer para vocês é que se esforcem, vai valer muito a pena”, garantiu.

Assim como Rubenilson , muitos deles sempre se esforçaram para conciliar sua rotina de trabalho com o estudo. “O Programa Primeiro Emprego não tem nome na lista, ele exige critérios. E isso depende exclusivamente de você. O seu desempenho será o diferencial para ser inserido no Programa e no mercado de trabalho”, afirmou Maiana Oliveira, técnica em Segurança do Trabalho.

De acordo com a diretora do primeiro Centro de Educação Profissional, Verônica Lisboa, “educação não se faz apenas com o professor, conteúdo e equipamentos. Educação se faz com a proximidade entre as pessoas e com a troca de experiências. E isso eu posso afirmar que vivenciamos no projeto”.

O Programa

O Programa Primeiro Emprego é uma ação social integrada de educação, trabalho emprego e renda promovida pelo Governo do Estado, destinada a viabilizar a primeira experiência de emprego a egressos da Educação Profissional estadual.

O contrato de trabalho tem duração de 24 meses no âmbito das Fundações. O trabalho, sempre na área do curso do egresso, é com carteira assinada e a remuneração é de um salário mínimo, com os contemplados tendo direito a plano de saúde ( Planserv) e vale transporte.

COMPARTILHAR