Secretaria da Educação do Estado lança projeto e-Nova Educação em parceria com o Google

Levar as tecnologias digitais para a sala de aula, integrando acesso a internet de alta velocidade com os dispositivos móveis, dentro da proposta de propiciar a contextualização da Educação no Século XXI. É com este objetivo que o projeto e-Nova Educação será lançado no dia 4 de abril (quarta-feira), às 9h, no Instituto Anísio Teixeira (IAT). A ação é uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, com o Google.
Para o Secretário Walter Pinheiro, o e-Nova Educação é um marco na contextualização dos processos de ensino e aprendizagem na rede estadual. “O e-Nova Educação é uma iniciativa estratégica que estamos implementando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas, por meio de um conjunto de aplicativos de última geração, configurando uma rede social de conhecimentos que integra estudantes e professores à realidade do mundo em que vivemos. Esse projeto potencializa os processos de inovação nas escolas e contribui efetivamente na preparação dos estudantes para a vida e para o mundo do trabalho”, afirmou.
O lançamento do e-Nova contará com a presença do governado do Estado, Rui Costa, do principal executivo mundial do Google for Education, Bram Bout, bem como dos diretores para o Mercado Internacional, John Vamvakitis; para a América Latina, Rodrigo Pimentel; e para o Brasil, Alexandre Campos Silva.
Sobre o e-Nova Educação – O e-Nova Educação contemplou em sua fase piloto escolas de 11 municípios baianos – Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim e Luís Eduardo Magalhães –, englobando 20 escolas das mais variadas modalidades de oferta, desde Centros Noturnos de Educação até escolas regulares, passando, também, por Centros de Educação Profissional dentre outros. Nessa etapa foram adquiridos 300 Chromebooks para utilização no teste e em processos de formação.
O coordenador geral de Articulação de Projetos para a Educação da Secretaria da Educação do Estado, Rogério Quintella, destaca que a meta é chegar a 500 unidades escolares até o início do segundo semestre de 2018, já tendo sido adquiridos 14 mil Chromebooks a serem distribuídos entre estas escolas.
Formação – No final de 2017, na etapa piloto, foram formados cerca de 650 educadores, 130 dos quais tentaram e tiveram sucesso na obtenção da certificação internacional. “Nesta semana, já superada a fase de projeto piloto, temos 24 mil professores concluindo o primeiro dos dois módulos que compõem a formação inicial para o uso pedagógico dessas tecnologias educacionais, sob a responsabilidade da UFBA em parceria com o Instituto Paramitas”, completa Quintella.
Professores, estudantes e gestores que já estão vivenciando a experiência do e-Nova Educação têm se mostrado empolgados com o projeto. É o caso da Diretora do Instituto de Educação Gastão Guimarães, de Feira de Santana, que diz: “É o começo, realmente, de uma nova escola, aquela escola que o nosso aluno quer”. O professor da unidade, Marcos Pereira, completa: “O que precisamos é canalizar o que eles já usam tão bem para auxiliar o aprendizado. Essas ferramentas contribuem no processo de ensino e aprendizagem e permitem que nos aproximemos do mundo da juventude”.
O estudante Mario Lucas, do Colégio Estadual Paulo Américo de Oliveira, no bairro do Bonfim, fala sobre a sua experiência: “Está sendo ótimo ter aulas com o auxílio dos Chromebooks, pois é um recurso que nos envolve mais em sala de aula”. O gestor da unidade, Ricardo Monteiro, complementa: “O e-Nova aproxima a juventude atual, que é tecnológica, do fazer pedagógico e isto facilita a forma de transformar informação em conhecimento”.
A professora Neila Vieira, do Colégio Estadual Rafael Oliveira, no bairro de Cajazeira VIII, em Salvador, também acredita que o e-Nova chega para fazer avançar o processo de ensino e aprendizagem: “Os nossos meninos estão totalmente preparados para o mundo digital, então esse projeto é uma ferramenta facilitadora que desperta neles um maior interesse para a construção do conhecimento”.
Já a diretora Valdenice Estrela, do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, no bairro de São Marcos, em Salvador, destaca os benefícios da iniciativa: “O projeto vai trazer novas possibilidades de aprendizado, tudo de forma mais dinâmica, interagindo e construindo o aprendizado dentro de um universo tecnológico que eles adoram, que é a internet e o celular”.
YouTube – O Projeto conta com um canal no YouTube onde estes e diversos outros depoimentos podem ser conferidos.
COMPARTILHAR